Conheça os principais tipos de coxinha que existem

tipos de coxinha

Conheça os principais tipos de coxinha que existem

Além de ser um dos mais populares salgados do país, você sabia que já existem diferentes tipos de coxinha para agradar ainda mais pessoas?

Ou seja: é possível montar um seleto cardápio com diversos tipos de coxinha para vender e atrair mais clientes para o seu negócio?

Vamos ver, então, quais são esses tipos de coxinha que existem e podem figurar no seu repertório comercial? É só seguir com a leitura deste post!

Tipos de coxinha: dos mais famosos aos diferentões

Hoje em dia, já existem empresas comercializando diferentes tipos de coxinha fit, coxinha gourmet e até mesmo uma ampla seleção de coxinhas doces.

É uma forma de garantir ainda mais soberania a um dos salgados mais consumidos do país. Mas é também um jeito de valorizar a diversidade de sabores que se pode criar com a mesma receita.

Veja a seguir quais são esses tipos de coxinha que se distribuem entre os mais famosos e os mais peculiares!

tipos de coxinha para vender

Coxinha com recheio de frango

Se você já trabalha com salgados e vende doces irresistíveis, talvez sua marca já possua uma receita tradicional de coxinha. Mesmo assim, é necessário compartilhar o passo a passo para esse, que é o mais convencional tipo de coxinha para vender!

O segredo para essa produção está no preparo exclusivo do frango (receitas de família tendem a ser um sucesso!) e também do preparo da massa.

Afinal de contas, os melhores salgados são crocantes do lado de fora, macios e bem cozidos, por dentro, e com uma aparência irresistível. Foque nesses pontos garantindo que, por mais que você ofereça dezenas de tipos de coxinha, o básico você faz muito bem-feito.

Coxinha vegana

Estima-se que quase 5% da população brasileira seja vegana. Ou seja: uma média de 1 milhão de pessoas que não come absolutamente nada que tenha origem animal.

O que deve incluir boa parcela de pessoas entre os seus consumidores em potencial.

Por isso, explore a opção vegana entre os diferentes tipos de coxinha que você está planejando em sua empresa. Para isso, substitua os produtos de origem animal, como o caldo de frango, pelo mesmo produto com sabor de legumes, por exemplo.

O mesmo vale para o recheio. E, em geral, uma opção agradável é o uso de alho, cebolas e palmito — entre outras especiarias e ingredientes. Um recheio delicioso que pode ampliar e diversificar o seu cardápio, assim como a sua clientela.

Coxinha com massa de batata-doce

Sabia que já existem diferentes tipos de coxinha fit — aquelas ideais para quem cuida de cada caloria e ingrediente consumidos, tendo foco em suas dietas?

Nesse caso, vale a pena conhecer a coxinha com massa de batata-doce. Assim, suas coxinhas ganham mais leveza e um sabor peculiar que combina muito bem com diversas opções de recheio. Inclusive, a opção de frango desfiado, que faz parte da receita tradicional de coxinha.

Vale lembrar que o processo de preparo não difere em muitas etapas ou processos com relação a outros tipos de coxinha. Até por isso, vale a pena experimentar o preparo e, quem sabe, inserir essa cozinha com massa diferente em seu repertório de quitutes.

Coxinha com massa de mandioca

Por falar em massa diferenciada, no preparo de coxinhas, que tal aplicar uma massa de mandioca nas suas receitas?

E isso vale para qualquer região do país onde você viva — quer chame a mandioca de aipim ou macaxeira. A massa, inclusive, tem muito sabor e tem tantos fãs quanto a tradicional massa feita com batata.

Vale destacar, ainda, que não tem segredo caso você queira investir em diferentes tipos de coxinha com base em suas massas: afinal de contas, o preparo não difere muito e você só precisa pegar o jeito para torná-las únicas e irresistíveis para os clientes.

Coxinha com recheio de carne seca

“Coxinha sem frango não é coxinha”.

Quem disse isso claramente não estava ciente que existem dezenas de tipos de coxinha — e que cada um deles pode ser incrivelmente especial.

Por isso, não tem problema algum em substituir o frango desfiado pela carne seca. Em muitos casos, pode ser até recomendável, já que a iguaria tem um sabor e aroma únicos.

Inclusive, a carne seca já faz parte de muitos outros tipos de salgados fritos. Vale a pena dar uma chance no preparo de coxinhas também, sem dúvidas.

Coxinha doce

coxinha doce

Por falar em tipos de coxinha diferenciados, a coxinha doce é realidade. E há um bom tempo, já.

Não é à toa: o brasileiro é louco por um docinho, seja para o dia a dia ou em ocasiões especiais, é claro. 

E vale tudo para inventar e reinventar sabores de coxinhas doces conforme as suas especialidades. Algumas opções de recheio:

  • brigadeiro;
  • churros;
  • beijinho;
  • leite em pó.

Tem, também, um sabor que vive no paladar e na memória do brasileio: o creme de avelã — que tem a Nutella como um de seus principais representantes comerciais.

Se esse tipo de coxinha parece escrito em outro idioma, dá uma olhadinha nas dicas que separamos para você fazer um teste na sua empresa:

  • separe porções iguais de creme de avelã e coloque-as na geladeira;
  • use essas porções mais sólidas, após um tempo na geladeira, para fechar a massa;
  • molde a coxinha de acordo com a sua receita e coloque para fritar.

Além disso, vale destacar que o tipo de massa também pode variar. Há quem explore, inclusive, o uso de açúcar e canela, na parte externa, para dar um sabor extra.

Dessa maneira, você também pode explorar múltiplas possibilidades de massas e também de recheios. Não se limite ao creme de avelã e tampouco às alternativas acima citadas. Dá para ir muito além disso tudo.

Coxinha de Jaca 

E para dar uma opção extra à coxinha vegana e ampliar seu cardápio sem carne, que tal provar a coxinha de jaca?

Esse é um dos tipos de coxinha mais consumidos por vegetarianos e veganos, pois a jaca é versátil e carrega muita suculência.

Nesse caso, use ingredientes que complementem o sabor da fruta, como tomate, cebola, alho, cebolinha e/ou salsinha e outras opções. Depois, é só cozinhar a jaca e misturar os outros elementos da sua receita e seguir para o recheio do salgado.

Pode ser uma excelente maneira de conquistar um público ainda maior e agregar também mais valor ao seu negócio. Ampliando os tipos de coxinha no cardápio tem tudo para ser um novo capítulo na história da sua empresa!

Montando o seu cardápio de coxinhas

Independentemente de escolher um ou mais tipos de coxinha para compor o seu cardápio, nossa dica é: tenha objetividade.

E o que isso significa? Que você não precisa selecionar todas as possibilidades imagináveis de tipos de coxinhas doces, por exemplo. E tampouco limitar-se a um tipo, apenas. O ideal é fazer uma profunda análise de mercado para entender o que o seu público-alvo mais está à procura — e quais são as carências do seu ramo de atuação.

Dessa maneira, você explora essas oportunidades de negócio da melhor forma possível: agregando solução ao seu perfil de consumidor e especializando-se em nichos de mercado que permitem o gradual desenvolvimento da sua marca.

E agora que você já conhece os diferentes tipos de coxinha que existem, que tal começar a produzir as suas próprias? 

Na Interlaser, você encontra a máquina ideal para a produção de salgados e doces. Confira!

Conclusão

Vimos, ao longo deste post, que existem muitos tipos de coxinha no setor alimentício. E, claro, nem todos eles podem ser o ideal para a sua empresa.

Mas que essas possibilidades ao menos sirvam para inspirar novas ideias para investir dentro do seu negócio — como a possibilidade de oferecer suculentas coxinhas a R$ !, por exemplo!

E não deixe de acessar nosso site e conhecer nossos produtos! e também nosso blog para ficar por dentro de todas as novidades

Compartilhar esta postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.